10/10/2010

1º Congresso de Leigos - Empresários Cristão comprometidos com a Pastoral do Mundo do Trabalho.

Sábado 09/10/2010
Reunidos na Paróquia Santo Antonio do Pari - SP  a  Pastoral do Mundo do Trabalhos com empresários cristão  comprometido com Cristo Nosso Senhor, na cruz do dia-a-dia  e como donos de empresas nesta sociedade em que as relações de trabalho esta desgastada por conta do  capitalismo desenfreado, egoísmo, amor próprio travando uma gerra entre as pessoas.

Frei Eduardo (abaixo) provocou inquietude entre os participantes com sua palestra a respeito do "Discernimento " para lidar com as situações de conflito nas relações de trabalho, tanto entre empregado e empregadores como também entre empresa e o cliente. O  Frei nos fala mais uma vez da nossa " pedra fundamental  - que é a Bíblia : o empresário cristã precisa ler mais a bíblia para ter sabedoria. Quem tem sabedoria saberá dar conselhos, será forte e com isso terá o entendimento ( que ele transfere a nós empresário cristão a responsabilidade do discernimento) para saber aplica-lo a ciência.
A ciência define a profissão, o conhecimento, etc. O frei ainda nos dá um exemplo:  o médico cuida do pedreiro e o pedreiro constroe a casa do médico. Com isso não devemos excluir ninguém e sim  incluir as pessoas nas relações de trabalho, para diminuir processos na justiça, diminuir o desemprego, combater a osciosidade com piedade e temor a Palavra de Deus para ter sabedoria para lidar com os conflitos.

Frei Eduardo apresentando seu banner fundamentado na palavra de Deus.

Todos reunidos ouvindo o Evangelho.



Frei Alamiro abre o encontro da Pastoral do Mundo do Trabalho falando da sua experiência franciscana e contato como o frei Luís Maria Sartori.

Sr. Salen Nelson  coordenador da Pastoral do Mundo do Trabalho na Igreja São Luís - SP.



" Deixar ser afetado pela vida e pensar que aquilo que nos afeta na vida esta sendo executado pelas mãos de Deus "   disse  Alex ( filósofo ) acima e  nos envolveu com seu conhecimento e espiritualidade, citou diversas vezes Adam Smith (economista e filósofo escocês - responsável pela Teoria do Liberalismo Econômico). E uma reflexão que ele nos deixou é que devemos criar novas posições de trabalho na comunidade .

Luiz Colella empresário e economista troxe para nós sua experiência de "Economia de Comunhão" que nasceu dentro da história da economia, e que Kiara Lubik fundadora do movimento Folcolares percebeu que São Paulo era a cidade dos meninos de rua e que também havia muita riqueza junto com muita pobreza. E com a economia de comunhão a idéia era os empresários dividir o dinheiro em três partes: empresa, pobres e formação de jovens.  Quem quiser saber mais a respeito de economia de comunhão acesse http://www.edc-online.org/

Angela empresária que vive também a economia de comunhão fala que São José foi um pequeno empresário. Falou nos um pouca da mediação de conflitos vividos: quando você impõe algo ao funcionário não funciona, tem que conversar e mudar a forma de agir.

Marisa empresária da área química falou das dificuldades de ser empresário: pouco recurso financeiro, altos custos e o relacionamento entre as pessoas. " Temos que conviver com  tolerância com as pessoas, o amor tem que vir em primeiro lugar e ter fraternidade com todos. Deus fala através da nossa atitude, mas não devemos largar a cruz ". 

Dra. Ana "monja taoista" (Psicologa - Universidade Nacional Bueno Aires; Médica Taoísta - Universidade Jaipura;  - Índia; Médica Psicoterapeuta - Universidade Autonoma México e Doutora em Interação da Atividade dos Emiférios Celebrais - Universidade Estadual de Huston - Texas ).
Hoje ela está ajudando a Ir. Miriam na Pastoral do Mundo do Trabalho porque compreende a necessidade dos relacionamentos fratenos.  " Somos todos filhos do mesmo Pai e a riqueza que está na terra é de todos, por sermos todos filhos de Deus".

Apresentou exemplos de uma associação de empresa que vive a economia de comunhão aqui no interior de São Paulo. Esta associação é mantida pelos sócios que são as empresas e seus funcionário. A associação já tem um fundo de reserva, e com este fundo eles oferece microcrédito para as empresas associadas e emprestimos aos sócios funcionário. A associação é presidida pelos funcionários  de todas empresas associadas e  se reune semanalmente para planejar, discutir assuntos pertinentes e relevantes.

frei Eduardo



Landi Dantas expondo o projeto de rede cadrasto cristão.

Dra. Zucchi - Projeto Mediação de Conflitos com cursos a a respeito. A  nossa principal dificuldade é o relacionamento humano, ninguém escuta o outro. Pacificação Social para resolver melhor os conflitos entre as pessoas, e para isso a Dra volta nos exemplos de frei Eduardo sobre a pedra fundamental é a nossa bíblia.
" Precisamos desenvolver uma nova cultura de pacificação, pois a justiça tardia não é justiça ".

Coffe  break !! porque ninguém é de ferro !


Rosa Maria educadora.

Partilha em grupo de tudo o que ingerimos.


Ir. Miriam ao fundo - é educadora, trabalhou com RH em tecelagem, hoje trabalha com a evangelização em diversas pastorais, coordena a Pastoral do Mundo do Trabalho - Cristo Operário e o ECC, é fundadora do Espaço Alternativo Pari   
 Rua das Olarias, 141 - Pari / fone: (11) 3313 - 1747
Neste espaço tem diversas atividades para a comunidade como: oficina de emoções, acumputura, realinhamento de postura, ioga, catequese de crianças e adultos, reuniões da pastoral do mundo do trabalho, faz almoço e janta e vende-se as marmitex, ela é uma especialista em vendas de queijos (todos os tipos)  tanto no Espaço Alternativo como também em bazares artesanais.


Claudia ( ao centro ) assiste da modelista Ducarmo vestiu a camisa da Pastoral Mundo do Trabalho e marcou presença partilhando seu conhecimentos e  ajudando  na organização do evento.




Enfim apareci nesta ultima foto ao fundo vestindo o avental da pastoral do mundo trabalho a Ducarmo -empresária de confecção, modelista e estilista, pós graduada em Moda e Criação pela Faculdade Santa Marcelina e Denhista Industrial pela Universidade Guarulhos. Ajudo na promoção da Pastoral do Mundo do Trabalho porque acredito numa sociedade mais humana, e trabalho em comunidade para ver o fim da miséria, o fim da ociosidade e o fim das desigualdade. Quer saber mais sobre mim click no meu perfil.

Um grande abraço a todos Ducarmo.

2 comentários:

josé ozias disse...

Que excelente trabalho, Ducarmo. Muito bom mesmo! Parabéns, que Deus te abençoe.

Ei pessoal, vamos postar, vamos participar. Este trabalho é uma semente, precisamos regar....

Maria do Carmo Paulino disse...

Obrigado José Ozias !!
Um grande abraço